terça-feira, 19 de setembro de 2006

Doçaria Sintrense

Ora cá estou eu a responder ao primeiro desafio que me foi feito.
No anterior post, pedi aos leitores do “Para os lados de Sintra” que me fossem dando ideias sobre temas a abordar neste blog.
A primeira ideia não tardou! Quem a sugeriu foi a “Françana” que me desafiou a falar sobre a doçaria da região sintrense.
Decidi então dividir a informação em vários posts e apresentar, um por um, os doces tradicionais do concelho!
Uns já conhecia, outros descobri-os através das minhas pesquisas.
E, como não podia deixar de ser, vou começar pelos mais famosos e… pela Vila de Sintra propriamente dita!

Queijadas de Sintra, um doce secular

As deliciosas Queijadas de Sintra parecem ter tido a sua origem na localidade de Ranholas, junto à Quinta do Ramalhão, freguesia de São Pedro de Penaferrim. Aí terá começado também a sua industrialização, pelas mãos de uma senhora chamada Maria Sapa, em meados do século XVIII.Segundo os arquivos da Torre do Tombo, as primeiras referências às famosas Queijadas de Sintra remontam ao século XIII, reinado de D. Sancho II. Nessa altura, e segundo estes arquivos, as queijadas eram uma forma de pagamento de foros.Em meados do século XIX, surgiram as principais fábricas ainda existentes, tais como a “Sapa”, a “Piriquita”, o “Gregório” e a “Casa do Preto”.

Mais informação aqui

Etiquetas: ,

5 Comments:

At 02:48, Blogger duma said...

E parece que estão a renovar a Sapa, um espaço verdadeiramente acolhedor para tomar um chazinho de maçã e canela acompanhado pelas melhores queijadas (mais fofas, quentinhas e doces) que já experimentei, especialmente num dia frio de inverno. Estou ansiosa pela reabertura. Pareceu-me que estavam a alargar para o andar de cima, quem sabe? Estavam a precisar de espaço, embora aquele cantinho de poucos metros quadrados fosse uma característica muito sintrense e suficiente durante as semanas mais frias.

Parabéns pelo teu novo espaço. Como ainda não o investiguei não sei o que já exploraste, mas que tal falar da Peninha, aquele promontório fascinante meio perdido sobre o guincho e o cabo da roca, lisboa e até arrábida como pano de fundo...?

 
At 10:28, Blogger Lua said...

Obrigada pelo comentário e pela sugestão.
Já fiz um post sobre a Peninha, no dia 3 de Agosto de 2005. Não está muito detalhado, talvez possa fazer uma pesquisa mais rica sobre este local da Serra de Sintra. Vou investigar...

 
At 13:45, Blogger duma said...

Obrigada, já fui ler, e fiquei muito agradada por ver um post sobre o restaurante do palácio da pena. É fabuloso mesmo. Também recomendo vivamente.

 
At 08:45, Anonymous Françana said...

Obrigada por esta resposta tão pronta ao meu "desafio" !
Estando tão longe da minha terra, adoro vir a este blog onde reencontro as minhas raizes ...

 
At 23:39, Blogger CS said...

As queijadas da SAPA são as melhores... são pelo menos mais tostadinhas e com um melhor travo de canela. A sala, pelo menos a antiga sala, é muito acolhedora e agradavel, especialmente para quem tem a sorte de se sentar na mesa da janela... nos dias de chuva é um belo local.

 

Enviar um comentário

<< Home