quinta-feira, 20 de abril de 2006

Lord Byron, O Herói Romântico

Com um dia de atraso assinala-se aqui, para os lados de Sintra, a morte de Lord Byron a 19 de Abril de 1824, na Grécia.

Este famoso escritor romântico inglês apaixonou-se por Sintra à primeira vista…



"A vila de Cintra na Estremadura é, talvez, a mais bela do mundo inteiro"
(Lord Byron)

A 22 de Janeiro de 1788, nasce em Londres Lord George Noel Byron, poeta romântico e um dos maiores poetas de língua inglesa.Quando nasceu, George Noel Byron foi levado pela mãe, Catherine Gordon, para Aberdeen na Escócia. Ainda criança herdou o título a as propriedades do 5° Barão de Byron e fez mais tarde os seus estudos em Cambridge.Foi membro do Parlamento inglês, onde teve uma passagem breve na ‘House of Lords'. De um efémero casamento tem uma filha, Augusta Ada, que deixa em Inglaterra quando inicia o seu périplo pela Suíça, Grécia, Turquia, Espanha e Portugal. Na Suíça terá outra filha, Alba Allegra.Começou cedo a escrever e deixou obras de referência do período romântico. Muito viajado, esteve em Portugal e deixou-se encantar por Sintra, tendo ficado maravilhado com o ambiente de neblina e mistério da Vila e arredores, a que chamou “Glorious Éden”. Byron elogiou Camões, que considerava um genuíno bardo no livro "Bardos Ingleses, Críticos Escoceses", escrito em resposta aos comentários pouco amistosos da crítica em relação às suas obras.


“Cintra" print from an 1850s book on Byron


A sua vida é digna de um típico herói romântico com todas as aventuras, conflitos interiores e paradoxos. A sua personalidade e modo de estar na vida influenciaram varias personalidades da Literatura, das Artes Plásticas e da Música até aos dias de hoje.
Abraçou com entusiasmo causas humanitárias. Partiu para a Grécia e lutou ao lado dos gregos contra o opressor, que era então a Turquia. Byron, feriu-se na Guerra de Independência da Grécia contra a Turquia e acabou por contrair uma febre que o levou à morte, aos 36 anos. Morreu na praia, dizendo para um amigo que o acompanhava: "É chegada a ocasião de descansar!"

"Eis que em vários labirintos de montes e vales
surge o glorioso Eden de Sintra.
Ai de mim! Que pena ou que pincel
logrará jamais dizer a metade sequer
das belezas destas vistas (...)?"
(Lord Byron)

Etiquetas: ,

6 Comments:

At 13:01, Blogger travessias said...

SINTRA, a mais bela das Vilas.
E tão desprezada...

 
At 17:50, Anonymous Filipa said...

peço desculpa em estar a incomodar.o meu nome é filipa vicente e sou aluna da universidade do algarve.neste momento estou a realizar um trabalho sobre o retabulo no concelho de sintra, e ando a procura de imagens do interior da igreja da igreja da misericordia!como amante da vila de sintra será que me pode ajudar?desde já o meu obrigado pela atenção!Filipa (contactos: filipapvicente@hotmail.com /914251539)

 
At 20:11, Blogger Zepa said...

O romântico Lord Gordon Noel Byron, que faleceu em Missolonghi, na Grécia, tinha, aparentemente um lado obscuro; o seu livro "The Vampyre", cuja personagem principal é um Lord (com outro nome polémico), é dito por muitos como sendo uma pequena autobigrafia de alguma parte da sua vida.
Esta faceta é ainda mais explorada num outro livro de outro autor: "Vampyres-From Lord Byron to Count Dracula"... o que é no mínimo interessante.
Cumprimentos,

 
At 18:03, Blogger Lua said...

Não consigo publicar nada no meu blog!!!!!!!!!!!
Porquê?????????
Ajudem-me!!!!!!!!!!!

 
At 20:01, Anonymous Anónimo said...

vai fazer um ano que caminho em sintra,eu e o meu fiel companheiro antropologo pedro,conseguimos trazer para esta montanha 56 pessoas de diversos pontos do pais,sempre com o objectivo da brisa e da mensagem que o monte da lua nos oferece constantemente,no meio destas viagens (quase 390 km) constactamos kom toda a simbologia que o lord byron faleceu exactamente no dia em que resolvemos explorar sintra,coincidencia ou nao.nos acreditamos em sintra como uma relegiao,vamos ai buscar natureza e forca em estado puro,e incrivel o seu misterio envolvente,a fauna a flora.os mitos as nereidas,enfim,nao ha palavras,ja vimos noivas a sair da floresta e anjos a passearem em monserrate,este fim d semana resolvemos ir ao bar do byron para beber um cafe simbolico e acabamos por entrar no castelo dos mouros por entre a floresta,a floresta tem nos guiado para sitios incriveis dos quais gostariamos de partilhar com quem quizesse...aqui a nebula e envolvente e eternamente magica...obrigado pedro,monte luna e todos os que partilham do nosso espirito..wwwluistool6@hotmail.com

 
At 20:57, Anonymous Anónimo said...

uma pessoa importante...

 

Enviar um comentário

<< Home